Vagas de trabalho nas Casas Bahia: saiba como enviar currículo e como é trabalhar nas Casas Bahia

Envio de currículos

As Casas Bahia mantém vários canais de contratação abertos. Eis os principais meios de envio de currículos.

Através do site institucional da empresa, site.casasbahia.com.br. Clique em RH, e depois no link “inclua seu currículo”. Após o cadastro de seu CPF e de uma senha, preencha os dados corretamente e envie. O currículo tem validade de 90 dias.

Os principais sites de cadastro de currículo, como Catho, Manager e Curriculum.com tem convênios com a Casas Bahia. São sites pagos com um período gratuito curto, oscilando entre 7 e 30 dias.

Cada loja tem autonomia para contratar profissionais que julgue necessário. A unidade pode usar a mídia local – jornais, rádio, etc. – para avisar os interessados. Também poderá utilizar a estrutura dos Postos de Atendimento ao Trabalhador de cada cidade. Neste caso, o envio de currículos é pelos meios tradicionais: ir até à loja ou à unidade do PAT ou SINE pessoalmente e deixar seus dados profissionais.

É possível enviar currículos através do correio, no seguinte endereço:
Casas Bahia – A/C do Departamento de Desenvolvimento Humano e Organizacional
Avenida Conde Francisco Matarazzo, 100, 2º. andar
São Caetano do Sul – SP CEP 09520-900

Os dados solicitados para o preenchimento do currículo (tanto on line quanto presencial) são: nome completo, endereço com CEP, nome da mãe, data de nascimento, telefones de contato ativos, cargo pretendido, experiência profissional anterior e formação acadêmica formal (também conhecido como “nível de instrução”). No site da Casas Bahia, há espaço para que o candidato copie e cole um currículo em formato Word ou outro processador de textos.

Como é trabalhar na Casas Bahia

Em termos salariais, a Casas Bahia oferece a média salarial do varejo nacional acrescido de 2% de comissão de vendas. Além do salário e dos benefícios inerentes a todo emprego com registro em CTPS, a rede também preocupa-se em reduzir o turnover (rotatividade de funcionários), que é um dos mais baixos do varejo – cerca de 27%, contra a média varejista de 42% – mas ainda alto se comparado a outros setores da economia.

Para manter os chamados “talentos da casa”, a Casas Bahia aperfeiçoou seu método de treinamento baseado em uma auditoria contratada para verificar os pontos fortes e fracos dos vendedores. Conhecida pela sigla PROVE (Programa de Treinamento em Vendas), o treinamento busca melhorar a produtividade nas vendas analisando globalmente e padronizando os melhores métodos de venda e criando a figura do multiplicador.

A Casas Bahia preocupa-se também com o bem-estar dos funcionários. Existem dois Centros de Convivência na rede, um no depósito em Jundiaí (SP) e outro em São Paulo, Capital, no bairro do Bom Retiro. São espaços destinados ao relaxamento e convívio dos funcionários, munidos de cyber cafés, revistarias, salas de tevê e descanso. Há previsão de ampliação destes Centros em outras localidades brasileiras.

Os gerentes e responsáveis pelas lojas possuem bom nível de autonomia para tomar decisões sem a intervenção dos diretores da rede. Um bom exemplo é a taxa de descontos que pode ser oferecida aos clientes, entre 10 e 25%, dependendo do nível hierárquico de quem atende a solicitação.

Deixe seu comentário