Novo Google Translate — e como é legal trabalhar (de graça) para o Google

O Google lançou ontem a nova versão de sua ferramenta de tradução, o Google Translate.

Esta nova versão é totalmente desenvolvida pelo Google, ao contrário da anterior, que usava a tecnologia da Systran, a mesma usada pelo Babelfish, do quase finado Altavista (o estranho é que, mesmo sendo quase finado, falei dele duas vezes por aqui em menos de um mês).

Mas, de quem é a tecnologia não importa (se bem que, pelo menos a do Google não traduz “web” como “correia fotorreceptora“), já que tradutores online só servem mesmo pra você ter uma vaga idéia do que está sendo dito em uma página e, mesmo com a melhor das tecnologias, creio eu que seja impossível fazer esse trabalho tão bem quanto um ser humano.

E é aí que a genialidade do Google entra. Não dá pra fazer um tradutor que produza um resultado tão bom quanto o de uma pessoa? Coloque pessoas para fazer o trabalho então, ora.

Quando você faz uma tradução pela ferramenta do Google, seja de um texto digitado diretamente no formulário, seja de uma página, há a opção de “sugerir uma tradução melhor“.

Claro que, se levarmos em conta que quem usa esse tipo de ferramenta são pessoas que realmente não fazem idéia do que está escrito, podemos imaginar que a coisa não vai dar muito certo. Mas, como é do Google, não dá pra desacreditar totalmente.

A interface para as sugestões é mais interessante quando você traduz uma página. Veja, por exemplo, o meu blog traduzido para o inglês. Espere o script carregar (a tela fica preta por um segundo, mais ou menos, e depois volta ao normal) e passe o mouse por cima de algum texto. Vai aparecer um balão com a sentença no idioma original e o linkzinho “suggest a better translation”.

Todo mundo pra quem mostrei isso hoje achou “legal”. Assim como no image labeler, é o Google fazendo a gente achar legal trabalhar de graça para ele. Dessa maneira não acho difícil eles terem, daqui a algum tempo, um tradutor quase perfeito. Ou então vão acabar desabilitando a funcionalidade porque o pessoal vai aproveitar para mandar mensagens apaixonadas para as progenitoras do pessoal de Mountain View. Vai saber.

20 Comentários sobre “Novo Google Translate — e como é legal trabalhar (de graça) para o Google”

Faça um comentário

hahahaha
O Google traduziu “correia fotorreceptora” (de pt para en) como web no seu blog.


De fato, tudo vai depender de como o serviço será usado pelas pessoas mas tem tudo pra ser o melhor tradutor online..aliás, como tudo que o google faz.


#3 | Ramon

Sem dúvidas, nas mãos do Google isso vai dar certo, sempre dá. rs

Mas a minha visão é a seguinte:
Apesar das pessoas não terem idéia do que está escrito, elas podem ter idéia do determinado assunto e saber se a informação procede ou não e sem contar que, por si só, um texto vai fazer mais sentido que um outro, ou senão pelo menos uma explicação vai ficar melhor que a outra e no final das contas o que vai valer mesmo é a idéia que o texto passa e não a tradução em si, pois como já foi mencionado, as pessoas não sabem o que está escrito, logo a idéia vai prevalecer.

Fuiii…


O google vai dominar o mundo mesmo…rs

Mas é uma excelente ferramentas, na verdade acho que o google pensa 1000 vezes antes de lançar algo no mercado, porque é muito dificil ver algo que não seja útil as pessoas.

Não se esquece que tu tem uma cortesia para o WAIU hein!? rs

Abraços


#5 | Renam

Acho uma excelente ferramenta!
Se o pessoal do google disponibilizar para que outras ferramentas possam usar de forma transparente tende a crescer muito.


Oi Bruno… muito bacana a nova ferramenta…
Pois bem… é uma tentativa já que a subjetividade é algo, que ainda não se aplica á máquinas…
Mas é muito bacana ver como os caras tentam driblar e colocar a subjetividade onde a máquina não chega… o interessante é que provavelmente há um algoritmo que coordena os comentários e sua relevância… isso é muito simples… se os comentários forem muito dispares não se considera… então somente poderia ser driblado o sistema do google se muita gente junta sacanear… ou o numero de sacaneadores for muito superior… é o que se faz nos google bombs da vida…
Mesmo assim a exceção não vai superar a regra… em poucos casos… e como acontece na wikipédia x enciclopédias… os erros são menores via internet… podemos conviver com alguns erros… porque não??? cabe ás pessoas julgarem as sentenças e comparar e desconfiar até a última chance… dificilmente um dia poderemos abrir mão da nossa capacidade crítica… seria até inútil viver sem ela não é verdade…


#7 | Eurritimia

Eu achei legal essa iniciativa, até estava vendo o seu blog em inglês e achei muito divertido ler isto aqui: “…and deposit some ‘caraminguás’ before them”. =)


#8 | Jonny

Se eles aperfeisoar a ferramenta de tradução para pelo menos 50 a 60% ja fica bom,pra muitos que nem eu que só arranha o ingles é uma mão na roda,se chegar a perfeição de 80 a 90% é ganhar na loteria,essas traduções de hoje em dia da é raiva,muitas veses é melhor deixar como esta do que traduzir,pois da até calafrio e medo depois de traduzido.


A Google já domina o mundo, só é questão de tempo dominar outros planetas. 😀


Excelente texto.
Bom saber que o Google está aperfeiçoando na arte da tradução. Mas o melhor é que nós brasileiros dediquemos algum tempo a aprender o idioma inglês. Milhares de oportunidades se abrirão. Enquanto que nosso idioma lenhado é falado por milhões de analfabetos que não conhecem nem sequer o “a” outros milhões de analfabetos funcionais que lêem, mas não sabem o que estão lendo, por alguns paises africanos, onde a inclusão digital vai demorar muito e por portugal que não liga para nosso português, o IDIOMA INGLÊS é falado por bilhões de pessoas em todo o mundo. Quem quiser faturar alguma coisa no futuro, aprenda inglês, espanhol e mandarim. Pelo menos vai sobrar algum dinheirinho a mais para nós pagarmos CPMF para sustentar a mordomia dos santos políticos brasileiros.


Legal tambem foi ele traduzir a imagem abaixo do seu logotipo (“textos infrequentes para web”). Um OCR?



Realmente é interessante e inteligente: ao mesmo tempo em que o Google melhora o seu sistema de tradução usando mão-de-obra gratuita as pessoas ficam felizes por estarem prestando serviço ao BigG.


#14 | EAD

O Google não é tao bonzinho assim. Concordo com o amigo acima, É NECESSÁRIO aprender sim inglês.


tradutor de ingles online


http://tradutoronlinegratis.blogspot.com
tradutor de ingles online


#17 | Juliano

Bruno, volta a blogar!


Eh isso ae.. tem q zoar mesmo as traduções!

Que nem aquela palhaçada do joguinho q vc tem q acertar as palavras…

Trabalhar de graça pro goog? to fora……


#19 | silvia

por favor,

alguém de boa vontade pode me ensinar a ler os textos traduzidos? aonde eu os localizo depois de traduzidos?

grata


#20 | Aquiles

nofxx disse acima: “Eh isso ae.. tem q zoar mesmo as traduções!”

É uma mentalidade como essa que o Brasil não vai pra frente…

Você não está trabalhando para o Google, você está trabalhando para você mesmo!!!
É você (e muitas outras pessoas) que estará utilizando o recurso de tradução e é você que deve querer um recurso de melhor qualidade…
Por que não ajudar? Aliais, é um recurso gratuito, não é?
Mas não, fica ai reclamando… vai entender!

Desculpa mas essa é a minha opinião.


«

»

Deixe seu comentário


  • Fatal error: Call to undefined function challenge_form() in /var/www/html/brunotorres.net/web/wp-content/themes/bt2008_wide/comments.php on line 65